Imprensa

Diário do Comércio – Área de compras é estratégica no setor da Construção Civil

Ter um setor de compras bem estruturado é fator fundamental para as empresas que almejam melhorar seus resultados. A área, cada vez mais estratégica dentro das organizações, é responsável por estabelecer o que deve ser adquirido, comparar os fornecedores e definir a melhor proposta, realizar ordens de compra e fazer o pagamento do que foi adquirido. “A área de compras é responsável por definir a melhor estratégia de compras (local ou internacional) e negociação comercial que levem à satisfação de todas as partes envolvidas. Nesse sentido, conhecer o mercado é ponto preponderante para o sucesso”, explica o professor em Administração de Compras e Suprimentos do Ietec, Arildo Rodrigues. O especialista esclarece ainda que o resultado de uma boa gestão de compras pode significar redução dos custos e nos prazos de entrega, aumento dos lucros, maior competitividade e até mesmo a sobrevivência da empresa no mercado.
Na Construção Civil, por depender de um contínuo suprimento de materiais, a importância da área de compras fica ainda mais perceptível. Lucas Alves Machado, Comprador do Grupo EPO, destaca o papel estratégico do setor dentro da empresa: “A aquisição de cada produto ou serviço traz consigo peculiaridades externas (concorrência, disponibilidade no mercado, variações sazonais ou não de preços) e internas (volume de consumo, orçamento das obras, prazo de atendimento, importância para a operação). Cabe ao setor de compras fazer a leitura correta de todas essas variáveis e, por fim, efetuar compras competitivas em preço, prazo de atendimento e qualidade”.
Outra empresa que aposta na área de compras para alcançar bons resultados é a MRV Engenharia. Lá, o setor é estruturado por uma equipe responsável pelos contratos nacionais e equipes regionais espalhadas nas principais cidades onde a organização está presente. “Contamos também com uma equipe que atua na elaboração de relatórios com indicadores que auxiliam as diversas equipes a perseguirem suas metas. E ainda um time responsável por garantir o pagamento em dia dos fornecedores dos 8.000 fornecedores da empresa”, explica Luis Henrique Capanema Pedrosa, Gestor Executivo de Suprimentos da MRV.
Os bons resultados para as empresas de construção significam também bons retornos para os clientes, como a garantia de obras de qualidade e entregas antecipadas. “Os benefícios de uma boa gestão de compras são muitos, principalmente para garantir que a equipe de produção construa dentro do prazo, no custo e qualidade esperados. Em relação à qualidade, é fator primordial para que os clientes sintam que escolheram a melhor empresa e se surpreendam com a qualidade do imóvel que adquiriram. Isso fortalece a nossa imagem, o que retorna em mais vendas e crescimento”, explica o gestor da MRV. “Pelo lado do cliente, o impacto se mostra na agilidade de entrega do empreendimento e qualidade do produto ofertado, o que certamente irá desencadear indicações e novos negócios”, completa Lucas Alves.
O profissional de Compras
Para quem quer se destacar nesse ramo, o especialista Arildo Rodrigues lista algumas qualidades essenciais em um bom comprador:
- Saber interpretar a relação entre o mercado – demandas e ofertas – e o posicionamento estratégico da empresa em que atua;
- Reconhecer os pontos fortes e os pontos fracos da empresa e se posicionar como um agente de mudanças;
- Buscar fontes supridoras de conhecimento e, principalmente, discernir entre o fundamental, o necessário e o importante;
- Compreender a importância da gestão de ativos como ferramenta de lucratividade;
- Saber calcular o custo do ciclo de vida do produto e incluir esta tarefa em sua rotina;
- Confrontar velhos paradigmas, implantando técnicas modernas de negociação e gestão de fornecedores.